Os inelegíveis na Paraíba Imprimir E-mail
17 de Fevereiro de 2012


Após a aprovação da Ficha Limpa, vários gestores da Paraíba estão inelegíveis; confira a relação

Com a aprovação na tarde de quinta-feira (17) pelo Supremo Tribunal Federal (STF), que validou a Lei Ficha Limpa para a eleição deste ano, que determina a inelegibilidade, por oito anos, de políticos condenados em órgãos colegiados, cassados ou que tenham renunciado para evitar a cassação acaba com o sonho de vários políticos brasileiros.

Na Paraíba, a lista de candidatos inelegíveis é grande e incluiu nomes de figuras ilustres, principalmente aqueles gestores e ex-gestores que tiveram suas contas reprovadas devido desvio de finalidade dos recursos, despesas sem comprovação. Para o TCE, os gestores que tiveram contas Irregulares julgadas pelo Pleno, Contas Irregulares julgadas na 1ª e 2ª Câmaras ou estão na lista de Pareceres contrários, terão muita dor de cabeça para poderem obter seus registros de candidaturas este ano junto ao TRE da Paraíba.

Na lista daqueles que terão dificuldades em se candidatar às eleições deste ano estão diversos prefeitos e ex-prefeitos do Cariri Paraibano. Confira a lista dos gestores e ex-gestores que tem pareceres contrários à aprovação de suas contas pelo TCE e poderão ter suas candidaturas inviabilizadas.

Confira abaixo lista:

Adauto Gomes da Silva

Adeilson José de Lima

Ademar Abrantes de Oliveira

Aderaldo Leite da Silva

Adevalda Maria Luna

Adjerson Fernandes da Silva

Agostinho Pereira da Paixão Neto

Alexandre Gindre Caxias de Lima

Altemar Bezerra da Nóbrega

Aluízio Rafael dos Santos

Amélia Ferreira Agra

Ana Cleide de Farias Roton

André Luís B. de Carvalho

Antenor Lope Falcão

Antônio Campos de Sousa

Antonio Carlos B. do Nascimento

Antonio Félix Ferreira

Antônio Gonçalves de Lima Sobrinho

Antônio João Adolfo Leôncio

Antônio Marcos Filho

Antonio Marcos Soares da Silva

Antônio Marculino da Silva

Antônio Miguel Cordeiro

Antônio Severino da Silva

Antônio Trajano de Sousa

Antônio Veríssimo Dantas

Argemiro Barbosa de Azevedo

Aristides Soares de Oliveira

Arnaldo Mousinho da Silva

Artédia Derliam Dantas Oliveira Linhares

Auremar Lima Moreira

Balduíno Clementino Neto

Bartos Batista Bernardes

Cacilda Bezerra Marques

Carlito Ferreira da Silva Filho

Carlos Alberto Agra

Carlos Pereira Gonçalves

Carlos Roberto da Silva

Carlos Roberto Targino Moreira

Célio Cordeiro Alves

Celso Peixoto Filho

Cesar Lianza Lombardi

Cícero Bezerra dos Santos

Claudomi Feitosa Leite

Clério Alves de Carvalho

Clovis Alves de Oliveira Filho

Cosme Victor da Silva

Cozete Barbosa Loureiro

Creusa Santos Venâncio

Cybelle Christinne Alves de Carvalho

Daginaldo de Oliveira

Daguineide Luciano de Sousa

Demóstenes Francelino de Sousa

Diocemira Cunha Torres

Durval da Costa Lira Júnior

Eciélia José Ribeiro da Silva

Edgard Santa Cruz Neto

Edilândia Ferreira de Lima

Edmaldo Galdino da Silva

Ednaldo Bezerra Falcão

Eduardo Melo de Vasconcelos

Edvaldo Alves de Aguiar

Edvaldo Dantas Nóbrega

Edvaldo Januário Dantas

Elias Gomes de Lima

Elton Cleber Ramalho Lopes

Emanuel Cunha

Emerson Fernandes da Silva Siqueira

Emília Correia Lima

Emílio Júnior da Motta Pessoa

Enoque Abílio de Souza

Erinaldo Viana da Silva

Ernani Cavalcante Chaves Filho

Eugênio Pacelli Costa Mandú

Eunice Weaver

Eurípedes Balsanufo de Sousa Melo

Evandro de Almeida Fernandes

Evanildo de Souza Rolim

Evilásio Ponce Leon

Fábio Lira Diniz

Fábio Pessoa

Fábio Rolim Peixoto

Félix Araújo Filho

Fernando Antônio Gama

Fernando da Silva Ferreira

Fernando Manoel de Melo Andrade

Flávio Antônio Bezerra de Araújo

Flavio Sales Falcão

Francisca de Araújo Souza

Francisca Santa Nóbrega Oliveira

Francisco Amílton de Sousa

Francisco Barreto

Francisco César Rocha

Francisco de Assis Lopes

Francisco de Assis Maciel Lopes

Francisco de Assis Pereira da Silva

Francisco de Freitas silva

Francisco Edilson de Lacerda

Francisco Fernandes de Normandes

Francisco Fernandes Filho

Francisco Fernando Ribeiro Monte

Francisco José Bernardino

Francisco Leite Sobrinho

Francisco Marcílio Fernandes Lopes

Francisco Marcílio Fernandes Lopes e Gildivan Lopes da Silva

Francisco Mendes Campos

Francisco Nóbrega Almeida

Francisco Pereira de Souza

Francisco Santana de Souza

Francisco Soares Bandeira

Francisco Washington Feitosa Silva

Francisco Xavier Monteiro da Franca

Gabriel Alves de Brito

Galucineli de Oliveira Montenegro

Galvão Monteiro de Araújo

Gaudêncio Mendes de Sousa

Gecilda Nóbrega de Brito Pereira

Genário Xavier da Silva

Geraldo Luiz Leite

Gicele Fernandes Martins Dantas

Gilberto Marques da Silva

Gilmar Martins Dantas

Gilmare Queiroz da Rocha

Gilselene Dias Gonçalves

Gilvan Amorim de Souza

Gilvando Garrido de Lacerda

Gilvandro Cabral de Santana

Gilvandro Inácio dos Santos

Ginaldo Lago de Melo Filho

Gonçalves de Lima Sobrinho

Hallan Teed Florentino Teixeira

Haroldo Coutinho de Lucena

Hélder Marcilio de Souto Barros

Hermann Lundgren Corrêa

Horácio José dos Santos Filho

Hudson Maia da Cunha

Humberto Leite Montenegro

Inácio Teixeira de Carvalho

Irací Soares de Lima

Iracinda Duarte de Souza

Isabella Ramos

Ivan Fernandes Carneiro

Izabel Cristina Veloso P. Costa

Janduhy Monteiro

Jandui Barbosa de Andrade

Janete Santos Souza da Silva

Joana Sabino de Almeida

João Azevedo Brasilino

João Correia Sobrinho

João de Souza Leite Filho

João Fernandes da Silva

João Marques Estrela e Silva

João Pereira de Sousa

João Pergentino Régis

Joaquim Gilberto Soares

Joaquim Roberto de Lima Neto

Joel Florêncio da Silva

Jomar Paulo Neto (31/10/05 a 31/12/05)

Jorge Alberto Molina Rodrigues

José Agrício de Souza Filho

José Alberto Barroca Falcão Filho

José Alberto Soares Barbosa

José Alves de Carvalho Filho

josé Alves Filho

José Alves Pinto Filho

José Armando da Costa

José Augusto da Costa

José Augusto de Meireles

José Bonifácio Tavares da Silva

José Carlos Guedes

José Claudino da Silva

José Claudivan da Silva

José de Brito Leal

José Diener Marques

José Dionísio Sobrinho

José do Rego Bezerra

José Domingos Bezerra de Queiroz

José Domingos Dantas

José Edson Silva

José Eguiberto da Rocha

José Elias Borges Batista

José Erivan Pegado

José Flávio Freitas de Oliveira

José Forte da Cunha

José Garcia do Nascimento

José Gilmar de Sousa Fernandes

José Gonçalves de Sá

José Humberto Andrade de Lucena

José Humberto de Queiroz

José Humberto Tavares do Nascimento

José Ivanilson Barros Gouveia

José Joácio de Araújo Morais

José Lenildo Bezerra da Silveira

José Lenilton Pereira da Silva

José Marcos da Silva

José Maria de França

José Martins Gomes

José Maurício Guimarães

José Nello Zerinho Rodrigues

José Nilton Pereira Dantas

José Onildo de Azevedo Lima

José Ozildo dos Santos

José Paulo Barbosa

José Paulo Filho

José Paulo Wamberto Ramalho

José Pedro da Silva

José Ramos de Araújo

José Rogério da Silva Nunes

José Ronaldo Maciel Pinto

José Sérgio Rodrigues de Melo

José Severino da Silva Filho

José Sinval da Silva Neto

José Vieira da Silva

José Will Rodrigues

José Xavier Gonçalves

Josefa da Silva Rodrigues

Joselúcio Borges Fialho

Josiene Nunes Barbosa Cassimiro

Josivan Cardoso da Silva

Juan Alcoba Arce (16/06/05 a 31/10/05)

Jugliel Lettieri Pereira Dantas

Juraci Félix Cavalcante Júnior

Kenard Torres Soares

Laércio Adriano Duarte

Laert Oliveira de Medeiros

Lindinaldo Chaves Correia

Lindinalva Braz da Silva

Lourani Celeste de Medeiros Dantas

Luciano Araújo de Freitas

Luciano Oliveira de Freitas

Luciene Ramos de Paiva

Luiz Alberto Tolentino

Luiz Alison Gomes Pinto

Luiz Alves de Andrade Filho

Luiz Azevedo do Nascimento

Luiz Ermínio Cobé

Luiz José Monteiro de Farias

Luiz Veríssimo Cabral

Luzivânia Rodrigues da Silva

Magda Martins Amorim

Mangueira General Edson Ramalho

Manoel Dantas de Oliveira

Manoel Dias de Almeida

MarcelinoXenófanes Diniz de Souza

Marcílio Pedro Siqueira Ferreira

Marcos Antônio da Cruz Júnior

Marcos Antônio Nóbrega Oliveira

Marcos Aurélio Pamplona de Sousa

Marcos Emanuel dos Santos Azevedo

Marcos Ponce Leon

Maria Aparecida Pinto Rodrigues

Maria Cleide Pereira de Melo

Maria das Dores Alves Silva

Maria das Graças de Andrade França

Maria de Fátima Coutinho Fernandes

Maria de Fátima Ribeiro Barbosa Lira

Maria de Lourdes Sousa

Maria do Carmo Souza

Maria Eudes Santos da Silva

Maria Gizélia Gomes de Sousa

Maria José de Medeiros

Maria Leite de Santana Pinto

Maria Luciene Fidelis

Maria Madalena de Albuquerque

Maria Rejane da Silva

Maria Rosaine Martins Costa Lacerda

Maria Santana de Sousa Santiago

Mário Barbosa

Mario José da Silva Leal

Marivaldo Saraiva Bezerra

Marivardo Toscano de Oliveira

Marlon Moreno Ehrich

Marta de Luna Malheiros

Martinho Laureano dos Santos Filho

Martins Amorin

Mazureyk Costa de Lima

Miguel Estanislau Filho

Milton Paulo de Souza

Mirelly Kalinier da Silva

Miriam Celeste Marinho de Melo

Moacir Henriques da Costa

Mônica Gonçalves da Silva

Nelson de Sousa e Silva

Newton de Araújo Leite

Ney Guimarães Martins

Ney Toscano Barreto

Nicodemos Freire

Nilcete Gonçalves Diniz

Nivaldo Pereira Nunes

Normando Monteiro de Araújo

Normando Paulo de Sousa Filho

Odilon Anacleto Estrela

Oildo Soares

Olímpio da Silva Pereira

Orisvaldo Barbosa de Miranda

Osman Coutinho Ramos

Otávio Gomes de Araújo

Ozaes Barros

Paulo Cristóvão Alves Freire

Paulo de Tarso Loureiro Garcia de Medeiros

Paulo Rafael dos Santos

Paulo Roberto Gomes de Souza

Pedro Adelson Guedes dos Santos

Pedro Claudino Sobrinho

Pedro Correia dos Santos

Pedro Eulâmpio da Silva Filho

Pedro Jorge Coutinho Guerra

Pedro José da Silva

Pedro Lindolfo de Lucena

Pedro Lindolfo de Lucena*

Pedro Olímpio

Pedro olímpio dos Santos

Pedro Pinto da Costa

Pedro Xavier Filho

Petrônio Matias de Medeiros Filho

Raimundo Tadeu F. Couto*

Raimundo Tadeu Farias Couto

Ranieri Nogueira de Sousa

Reginaldo Balduino da Nóbrega

Reginaldo Rodrigues de Lima

Reginaldo Tavares de Albuquerque

Reginaldo Veloso Ferreira

Renato da Cunha Lima

Renato Jacome de Oliveira

Ricardo César Lianza Lombardi

Ricardo José Motta Dubeux

Rivaldo Correia Lima

Rizonaldo Rodrigues da Costa

Roberto Bernardino da Cruz

Roberto Cláudio Rocha Rabello

Roberto Correia da Silva

Roberto de Aguiar Loureiro

Roberto Lima de Andrade

Rogério Firmino Bernardo

Ronaldo Barbosa da Silva

Rosânia Valquiria R. Coutinho

Roselita de Lima Santos

Rosilene de Araújo Gomes

Sebastião Bezerra de Lima

Sebastião Francisco da Silva

Sebastião Lauderi de Sousa

Sergio Beltrão de Araújo

Sérgio Guimarães da Silva

Sérgio José dos Santos Falcão

Severino Ananias Paulo

Severino da Silva Bastos

Severino Pires das Neves

Silvério Travassos Sarinho

Sinfrônio Gonçalves Neto

Soraya Galdino de Araújo Lucena

Talita Aline Bejamim de Oliveira

Teodomiro Dutra de Abreu

Terezinha de Jesus Leal Ernesto de Amorim

Valdeise Cavalcanti da Silva

Valdinez Pereira da Silva

Vânia da Cunha Moreira

Vera Lúcia Meira Araújo

Verônica Maria Pessoa Freire

Walter Campos Coutinho

Walter Filgueiras de Sena

Wellington da Costa Assis

Wilma da Vitória de Castro Santos

Wilson Alves Sousa

Zenaíde Souza Azevedo

Zenilda de Lima Félix


Pareceres Contrários (cidade-gestor)


Aguiar – 2004 – Darcy Alves de Lacerda

Alagoa Nova – 2007 – Luciano Francisco de Oliveira

Alagoinha – 2004 Durval Barbosa da Silva

Alagoinha – 2006 – Marcus Antonius Brito Lira Beltrão

Algodão de Jandaíra – 2006 – Isaac Rodrigo Alves

Araçagi – 2004 – Maria Licar de Andrade Pereira Monteiro

Araçagi – 2006 José Alexandre Primo

Arara – 2004 – José Ibiapina Soares do Nascimento

Araruna – 2004 – Maura Targino Moreira

Araruna – 2006 – Avaíldo Luís de Alcântara Azevedo

Areia – 2004 – Ademar Paulino de Lima

Aroeiras – 2004 – Gilberto Bezerra de Souza

Aroeiras – 2007 – José Francisco Marques

Assunção – 2004 – Antônio Martiniano dos Santos

Baía da Traição – 2003 – Marcos Antônio dos Santos

Baraúna – 2003 – Adilson José de Azevedo

Baraúna – 2006 – Maria de Fátima Ribeiro Silva

Barra de Santa Rosa – 2006 – Evaldo Costa Gomes

Barra de Santana – 2004 – Oscar Ferreira de Melo Sobrinho

Barra de São Miguel – João Tarcísio Quirino

Barra de São Miguel – Pedro Pinto da Costa

Belém – Roberto Flávio Guedes Barbosa

Belém – Tarcísio Marcelo Barbosa de Lima

Belém do Brejo do Cruz – Germano Lacerda da Cunha

Bernardino Batista – Antônio Estrela Abrantes

Boa Ventura – Fábio Cavalcanti de Arruda

Boa Vista – 2005 – José Alberto Soares Barbosa

Bom Jesus – Evandro Gonçalves de Brito

Borborema – José da Costa Maranhão

Borborema – José Renato Eduardo dos Santos

Brejo do Cruz – Francisco do Nascimento Fernandes de Alencar

Brejo dos Santos – Lauri Ferreira da Costa

Caaporã – Jeane Nazário dos Santos

Caaporã – João Batista Soares

Cabedelo – José Ribeiro Farias Júnior

Cacimba de Areia – Egilmário Silva Bezerra

Cacimba de Dentro – Clidenor José da Silva

Cacimba de Dentro – Edmilson Gomes de Souza

Caiçara – Luiz Gonzaga de Carvalho

Cajazeirinhas – Cristóvão Amaro da Silva

Caldas Brandão – João Batista Dias

Caldas Brandão – Saulo Rolim Soares

Camalaú – Antônio Carlos Chaves Ventura

Campina Grande – Cozete Barbosa Loureiro Garcia Medeiros

Campo de Santana – Natanael Cruz e Cleodon Francisco dos Santos

Campo de Santana – Targino Pereira da Costa neto

Capim – João Batista Rocha

Carrapateira – Agustinho Batista Mendes

Carrapateira – José Ardison Pereira

Casserengue – Antônio Pereira de Souza

Casserengue – Genival Bento da Silva

Catingueira – José Editan Félix

Catolé do Rocha – Leomar Benício Maia

Caturité – José Gervázio da Cruz

Condado – Edvan Pereira de Oliveira Júnior

Condado – Maria Madalena de Albuquerque Fernandes

Conde – Temístocles de Almeida Ribeiro

Coremas – Edílson Pereira de Oliveira

Cruz do Espírito Santo – Rafael Fernandes de Carvalho Júnior

Cruz do Espírito Santo – Severino Bento Raimundo

Cubati – Josinaldo Vieira da Costa

Cuité – Antônio Medeiros Dantas

Cuité – Osvaldo Venâncio dos Santos Filho

Curral de Cima – Manoel Ferreira do Nascimento

Curral Velho – Manoel Felisberto Gomes Barbosa

Damião – Geoval de Oliveira Silva

Desterro – João Leite de Almeida

Diamante – Célio Alberto Antas Mangueira

Diamante – Ernani de Souza Diniz

Emas – José William Madruga

Esperança – João Delfino Neto

Fagundes – Gilberto Muniz Dantas

Gado Bravo Fernando Barbosa Morais

Gurinhém – Claudino César Freire

Gurinhém – Jorge Ursulo Ribeiro Coutinho

Gurjão – José Carlos Vidal

Igaracy – Francisco Hélio da Costa

Imaculada – João Evangelista Quirino Félix

Imaculada – José Ribamar da Silva

Itabaiana – Eurídice Moreira da Silva

Itabaiana – Sebastião Tavares de Oliveira

Itaporanga – Antônio Porcino Sobrinho

Itapororoca – José Ribeiro da Silva

Itapororoca – Riseuda Vieira Nunes

Jacaraú – Maria Cristina da Silva

Jericó – Marcos Aurélio de Sousa e Silva

Jericó – José da Silva Oliveira

Juarez Távora – José Alves Feitosa

Juarez Távora – José Marinaldo de Lima Gomes

Juazeirinho – Frederico Antônio Raulino de Oliveira

Junco do Seridó – Osvaldo Balduíno Guedes Filho

Juripiranga – Arnaldo Mousinho da Silva

Juru – Antônio Loudal Florentino Teixeira

Juru – Geraldo Luiz Leite

Lagoa – Francisco da Costa Vieira

Lagoa – José de Oliveira Melo

Lagoa de Dentro – João Pedro da Silva

Lagoa de Dentro – José Edson da Costa Silva

Lagoa Seca – Edvardo Herculano de Lima

Lagoa Seca – Francisco José de Oliveira Coutinho

Lastro – Erasmo Quintino de Abrantes Filho

Livramento – José de Arimatéia Anastácio Rodrigues de Lima

Lucena – David Sampaio Falcão

Mamanguape – Fábio Fernandes Fonseca

Mamanguape – Maximiano Machado Albino de Souza

Marcação – Gilberto Gomes Barreto

Mari – Marcos Aurélio Martins de Paiva

Marizópolis – Alexciana Vieira Braga.

Marizópolis – José Vieira da Silva

Massaranduba – Antônio Mendonça Coutinho Filho

Mataraca – Ivan de Menezes Lyra

Montadas – José Arimatéia de Souza

Monte – José Elosman Pedrosa

Monte – Erivan Dias Guarita

Mulungu – Achilles Leal Filho

Mulungu – José Leonel de Moura

Natuba – José Lins da Silva

Nazarezinho – Francisco Gilson Mendes Luiz

Nova Olinda – João Raimundo Neto

Nova Olinda – Francisco Rosado da Silva

Nova Palmeira – José Petronilo de Araújo

Olho D’Água – Júlio Lopes Cavalcanti

Ossego – Juraci Pedro Gomes

Ouro Velho – Cláudia Helena Queiroz Dantas

Ouro Velho – Francisco das Chagas da Silva

Passagem – Denis Albuquerque da Costa

Paulista – Sabiniano Fernandes de Medeiros

Pedra Branca – Antônio Bastos Sobrinho

Pedra Branca – José Anchieta Nóia

Pedra Lavrada – José Antônio Vasconcelos da Costa

Pedras de Fogo – Maria Clarice Ribeiro Borba

Piancó – Flávia Serra Galdino

Picuí – João Batista Balduíno

Pilar – José Benício de Araújo Filho

Pilões – Iremar Flor de Souza

Pirpirituba – Humberto Manoel de Freitas

Pirpirituba – Josivalda Matias de Sousa

Pitimbu – Hércules Antônio Pessoa Ribeiro

Prata – João Pedro Salvador de Lima

Princesa – José Sidney Oliveira

Puxinanã – Abelardo Antônio Coutinho

Puxinanã – Orlando Dantas de Miranda

Arcélia do Ó Coutinho

Queimadas – Francisco de Assis Maciel Lopes

Queimadas – Saulo Leal Ernesto de Melo

Remígio – Paulo César de Souza

Remígio – Pedro Olímpio dos Santos

Riachão do Bacamarte – Erivaldo Guedes do Amaral

Riachão do Poço – Maria Auxiliadora Dias do Rego

Riacho de Santo Antônio – José Roberto de Lima

Riacho dos Cavalos – Sebastião Pereira Primo

Rio Tinto – José Alves de Carvalho Filho

Salgadinho – Damião Balduíno da Nóbrega

Salgadinho – Luciano Morais da Silva

Salgado de São Félix – Apolinário dos Anjos Neto

Salgado de São Félix – Nilton Marques Beserra

Santa Cecília – Roberto Florentino Pessoa

Santa Cecília – Teófilo José de Sousa Silva

Santa Cruz – Francisco Ferreira Sobrinho

Santa Cruz – Luiz Diniz Sobreira

Santa Helena – Antônio Veríssimo Dantas

Santa Helena – Elair Diniz Brasileiro

Santa Inês – Adjerfferson Kleber Vieira Diniz

Santana de Mangueira – Espedito Aldeci Mangueira Diniz

Santana de Mangueira – Francisco Umberto Pereira

Santana dos Garrotes – José Carlos Soares

Santarém – Valceny Hermínio de Andrade

Santo André – José Herculano Marinho Irmão

São Bentinho – Francisco Andrade Carreiro

São Bentinho – Ivan Olímpio de Almeida

São Bento – Márcio Roberto da Silva

São Domingos – José Eudes Honório de Queiroga

São João do Tigre – Genuíno José Raimundo

São José da Lagoa Tapada – Cláudio Antônio Marques de Sousa

São José de Caiana – Gildivan Lopes da Silva

São José de Piranhas – José Ferreira de Carvalho

São José de Piranhas – Oscar Sobral Neto

São José dos Cordeiros – Paulo Romero Medeiros

São Mamede – Francisco das Chagas Lopes de Sousa

São Miguel de Taipu – Marcilene Sales da Costa

São Vicente do Seridó – Damião Zelo de Gouveia Neto

São Vicente do Seridó – Francisco Alves da Silva

Sapé – João Carneiro Carmélio Filho

Sapé – José Feliciano Filho

Sapé – Maria Luiza do Nascimento Silva

Serra Branca – Eduardo José Torreão Mota

Serra Branca – Luiz José Mamede de Lima

Serra da Raiz – Adailma Fernandes da Silva

Serra Grande – João Bosco Cavalcante

Serra Grande – Vidal Antônio da Silva

Serra Redonda – Gilberto Cavalcante de Farias

Serra Redonda – Nivaldo Lima de Oliveira

Serraria – João de Deus Ferreira da Silva

Serraria – Maria de Lourdes Silva Bernardino

Serraria – Valkíria de Melo Asfora (29/10 a 31/12/2004)

Sobrado – José Antônio Barbosa Ferreira

Solânea – Sebastião Alberto Cândido da Cruz

Soledade – Fernando Araújo Filho

Soledade – José Ivanildo Barros Gouveia

Sumé – Francisco Duarte da Silva Neto

Sumé – Genival Paulino de Sousa

Taperoá – Deoclécio Moura Filho

Taperoá – Luiz José Monteiro de Farias

Tavares – José Severiano de Paulo Bezerra da Silva

Tavares – Terezinha Nóbrega de Moraes

Teixeira – José Elenildo Queiroz

Teixeira – Rita Nunes Pereira

Tenório – Januário Cordeiro de Azevedo

Triunfo – Damísio Mangueira da Silva

Umbuzeiro – Carlos Pessoa Neto

Vieirópolis – Francisca Santa Nóbrega Oliveira

Vieirópolis – José Célio Aristóteles

Zabelê – Lucivaldo Vaz Henrique

Zabelê – Robério Andrade de Vasconcelos

VITRINE DO CARIRI
ClickPB


  Comentários (6)
Comentários em RSS
 1 ELEGÍVEL
Escrito por Este endereço de e-mail está protegido contra spam bots, pelo que o Javascript terá de estar activado para poder visualizar o endereço de email , em 17-02-2012 20:27 , IP: 201.12.130.72
1 - Em relação as contas de 2004 da Prefeitura Municipal de Sumé, houve aprovação da Câmara Municipal rejeitando o Parecer do Tribunal de Contas do Estado. Em recente decisão do Plenário do STF, ficou decidido que a competência para aprovar ou não as contas do Chefe do Executivo Municipal é a Câmara Municipal. 
2 - O atual Prefeito do Município de Sumé, Francisco Duarte da Silva Neto, jamais foi condenado por decisão colegiada, seja em âmbito de Segundo Grau (TJPB, TRE, TRT, TCE, TRF 5° REGIÃO), como também em TRIBUNAIS SUPERIORES. Portanto, o atual Prefeito do Município de Sumé, FRANCISCO DUARTE DA SILVA NETO, é elegível. Ademais, na atual legislatura, o Tribunal de Contas aprovou, por decisão unânime, as contas do atual gestor em relação aos anos de 2009 e 2010.  
null
 2 CONCORDO COM O BRLHANTE ADVOGADO BONILSO
Escrito por Este endereço de e-mail está protegido contra spam bots, pelo que o Javascript terá de estar activado para poder visualizar o endereço de email website, em 18-02-2012 06:54 , IP: 187.33.225.99
CONCORDO COM O BRILHANTE ADVOGADO BONILSON TIMOTEO É MEU ENTENDIMENTO JURÍDICO TAMBÉM A CÃMARA É QUE JULGA AS CONTAS DO TCE E NOSSO PREFEITÃO DR. NETO NÃO TEM NENHUMA CONDENAÇÃO OU MEDO GRANDE DE ENFRENTAR DR. NETO E EDEN DUARTE TEM ESSA OPOSIÇÃO DE SUMÉ AMIGOS SE GANHA ELEIÇÃO NO VOTO NAS URNAS
 3 INELEGÍVEL
Escrito por Este endereço de e-mail está protegido contra spam bots, pelo que o Javascript terá de estar activado para poder visualizar o endereço de email , em 18-02-2012 08:57 , IP: 189.81.33.143
Ficha limpa coloca 'filtro' na política brasileira, diz presidente do TSE 
Lei aprovada pelo STF proíbe candidaturas de condenados em colegiados. 
Partidos agora obedecerão 'critérios objetivos', disse Lewandowski ao G1. 
O ministro Ricardo Lewandowski no julgamento da 
Lei da Ficha Limpa no Supremo Tribunal Federal 
(Foto: Gervasio Baptista / STF) 
O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Ricardo Lewandowski, afirmou ao G1 que a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) de validar a aplicação integral da Lei da Ficha Limpa vai criar um "filtro" contra a corrupção na política brasileira, que, para ele, começará pelos partidos políticos. 
Com a decisão do STF, ficam proibidos de se eleger por oito anos os políticos condenados pela Justiça em decisões colegiadas, cassados pela Justiça Eleitoral ou que renunciaram a cargo eletivo para evitar processo de cassação. 
“Foi uma vitória da cidadania, da democracia participativa. A lei terá impacto benéfico já nas eleições de 2012. Os partidos terão de escolher candidatos baseados nos critérios da lei. Os que passarem por esse filtro dos partidos serão os melhores.”, afirmou o presidente do TSE. 
Para Lewandowski, a ficha limpa "aumenta muito a responsabilidade dos partidos". O ministro avalia que a escolha dos candidatos não ficará mais restrita a um critério subjetivo dos dirigentes partidários. 
 
"Agora, temos critérios objetivos que permitem eliminar os que não estão aptos em função de uma vida pregressa desabonadora”, declarou. 
Quase dois anos depois de entrar em vigor, a Lei da Ficha Limpa foi declarada constitucional na noite desta quinta-feira (16) pela maioria dos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF). Por sete votos a quatro, o plenário determinou que o texto integral da norma deve valer a partir das eleições de outubro. 
Principal defensor de Lei da Ficha Limpa, desde os primeiros questionamentos na Justiça Eleitoral, Lewandowski explicou que a decisão é definitiva e impede as incertezas que marcaram as eleições gerais de 2010. Em março, o próprio Supremo chegou derrubar a validade da norma para as eleições daquele ano. 
“A população terá de se acostumar que a lei é uma realidade e pode confiar que os candidatos escolhidos terão a ficha limpa. Os poucos que passarem serão barrados pela Justiça”, disse o ministro. 
Agora, temos critérios objetivos que permitem eliminar os que não estão aptos em função de uma vida pregressa desabonadora" 
Ricardo Lewandowski, presidente do TSE 
Para Lewandowski, o resultado de longo prazo da validade da ficha limpa será uma “conscientização” por parte do eleitor. 
“Acho que vai gerar grande conscientização do eleitor, que fará pressão sobre partidos para que os melhores candidatos sejam escolhidos, do ponto de vista da vida pregressa. Saio em abril com a consciência tranqüila e o sentimento de dever cumprido”, disse o ministro, que deixará a presidência do TSE antes das eleições deste ano. 
Confira abaixo os principais pontos da Lei da Ficha Limpa sobre os quais o STF se manifestou. 
Presunção de inocência - O principal questionamento sobre a ficha limpa era o de que a lei seria inconstitucional ao tornar inelegíveis políticos condenados que ainda poderiam recorrer da decisão. O STF decidiu que a lei não viola o princípio que considera qualquer pessoa inocente até que ela seja condenada de forma definitiva. Essa decisão permite a aplicação da lei a pessoas condenadas por órgão colegiado, mas que ainda podem recorrer da condenação. 
Fatos passados - A ficha limpa também foi contestada por atingir fatos que ocorreram antes da sua vigência, inclusive ao determinar o aumento de três para oito anos do prazo que o político condenado ficará inelegível. A maioria do STF decidiu que a lei se aplica a renúncias, condenações e outros fatos que aconteceram antes de a ficha limpa entrar em vigor, em junho de 2010. 
Renúncia - A proibição da candidatura nos casos de renúncia de cargo eletivo para escapar de cassação foi mantida pelos ministros do STF. A maioria do tribunal defendeu que a renúncia é um ato para "fugir" do julgamento e que deve ser punido com a perda do direito de se eleger. 
Prazo de inelegibilidade - A Lei da Ficha Limpa determina que os políticos condenados por órgão colegiado fiquem inelegíveis por oito anos. Esse período é contado após o cumprimento da pena imposta pela Justiça. Por exemplo, se um político é condenado a 10 anos de prisão, ficará inelegível por 8 anos a contar do fim do cumprimento da pena. Na prática, ele não poderia se candidatar por 18 anos. 
Rejeição de contas - A lei torna inelegíveis políticos que tiveram contas relativas a cargos públicos rejeitadas. Por exemplo, um prefeito que tenha tido as contas do mandato reprovadas por um tribunal de contas. 
Órgãos profissionais - O Supremo manteve o dispositivo da Lei da Ficha Limpa que torna inelegíveis pessoas condenados por órgãos profissionais, devido a infrações éticas, como nos casos de médicos e advogados que eventualmente forem proibidos de exercer a profissão. 
A lei da Ficha Limpa foi julgada em definitivo no dia 16/02/2012. E nela fica muito claro que dentro várias situações o gestor que tem seu parecer de contas reprovado pelo Tribunal de Contas fica inelegível, independentemente da Câmara de Vereador. O que aconteceu em 2008 foi que o TSE numa votação 4 à 3 decidiu que Câmara de Vereador é que detém o poder para reprovar as contas de gestores. Mas existem vários recursos dependentes no STF sobre esta situação. Na última vez que o STF decidiu sobre este assunto foram em dois momentos em 1992 e 1996. Desde este período em diante não teve nenhuma decisão à este respeito. Mas depois de 2008, mais precisamente em 2010 surgiu uma Lei de iniciativa popular que ficou caracterizada pela LC 135/2010. Popularmente denominada FICHA LIMPA que trouxe novos impedimentos aos homens públicos. E que foi aprovada pelo STF nesta semana. Portanto, quem teve suas contas reprovadas pelo Tribunal de Contas está INELEGÍVEL e ponto final. Uma decisão da mais alta corte do País se compre e não se discute. Quem faz análise contrária a uma decisão expressa do Supremo Tribunal Federal é quem não tem conhecimento jurídico.
 4 Ficha Suja em Amparo-pb
Escrito por Este endereço de e-mail está protegido contra spam bots, pelo que o Javascript terá de estar activado para poder visualizar o endereço de email , em 18-02-2012 10:24 , IP: 201.12.130.72
Acho que há um equívoco nessa lista,pois Ivanildo Soares teve suas contas de 2004 rejeitadas por UNANIMIDADE na Cãmara,dentre outros processos! 
Att- TC-pb 
Dúvidas-analisem na Camara de Amparo
 5 ELEGÍVEL
Escrito por Este endereço de e-mail está protegido contra spam bots, pelo que o Javascript terá de estar activado para poder visualizar o endereço de email , em 18-02-2012 10:37 , IP: 201.12.130.72
Meu caro Eduardo, não foi o TSE que numa de por 4 a 3, como você cita, que decidiu que é a câmara competente para apreciar as contas do Prefeito. Quem se debruçou sobre a matéria foi o STF, que realmente é o competente sobre a matéria.
 6 INELEGÍVEL
Escrito por Este endereço de e-mail está protegido contra spam bots, pelo que o Javascript terá de estar activado para poder visualizar o endereço de email , em 18-02-2012 15:23 , IP: 189.81.33.143
O TSE em Setembro de 2008, nas eleições municipais decidiu por 4 à 3 sobre o processo referente ao município de CATINGUEIRA tendo o candidato José Edivan Félix que tinha contas rejeitas pelo TCE. Mais teve a aprovação pela Câmara de Vereador. E no entendimento da maioria do TSE ficou a tese que é a Câmara de Vereador que tem o poder para apreciar as contas. Com esta decisão virou jurisprudências para os demais casos semelhantes. Alguma pessoa que detenha conhecimento específico desta matéria prove que em 2008 foi o STF que liberou os casos nestas situações. Como o caso específico de Sumé. Quem liberou as candidaturas foi o TSE. Que depois tiveram vários recursos encaminhados para o STF e que ainda não foram concluídos, estão em analise de pedido de vista. Repito o STF tomou a última decisão a respeito deste caso em 1996, da relatoria do Ministro Marcos Aurélio de Melo. Agora no dia 16/02/2012 o STF decidiu: 
Notícias STF 
Quinta-feira, 16 de fevereiro de 2012 
STF decide pela constitucionalidade da Lei da Ficha Limpa 
 
Os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) concluíram nesta quinta-feira (16) a análise conjunta das Ações Declaratórias de Constitucionalidade (ADCs 29 e 30) e da Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI 4578) que tratam da Lei Complementar 135/2010, a Lei da Ficha Limpa. Por maioria de votos, prevaleceu o entendimento em favor da constitucionalidade da lei, que poderá ser aplicada nas eleições deste ano, alcançando atos e fatos ocorridos antes de sua vigência. 
A Lei Complementar 135/10, que deu nova redação à Lei Complementar 64/90, instituiu outras hipóteses de inelegibilidade voltadas à proteção da probidade e moralidade administrativas no exercício do mandato, nos termos do parágrafo 9º do artigo 14 da Constituição Federal. 
 
E um dos artigos desta Lei complementar e foi decidido pela maioria do STF é que, aquela pessoa que tem contas rejeitadas pelos Tribunais de Contas é INELEGÍVEL, estou apenas narrando uma decisão do SUPREMO. Os ficha sujas agora procurem recorrer na corte Internacional de Haia. E viva o FICHA LIMPA. Que excluiu pessoas que a Constituição Federal consagrou que não tem valores como símbolo de maturidade política: a democracia, o meio ambiente ecologicamente equilibrado e a moralidade na vida pública.
 
EMISSORA DE RÁDIO É FURTADA NO CARIRI

 
Rádio IND FM tem equipamentos furtados e prejuízos chegam a quase 7.000 reais
CRUZEIRO É TETRA CAMPEÃO

 
Com chuva e sufoco, Cruzeiro vence Goiás e é tetra campeão brasileiro de 2014
MORRE "SEU LUNGA"

 
Morre poeta e personagem cearense Joaquim dos Santos Rodrigues, "Seu Lunga"
COMBATE A PÓLIO E SARAMPO

 
Dia D da vacinação acontece neste sábado nos postos de saúde da Paraíba
Tribunal de Contas condena gestores a devolverem R$ 161 milhões
Desde o ano de 2008, o Tribunal de Contas do Estado (TCE) aplicou...
Palmeiras perde para o Coritiba e encosta na zona de rebaixamento
As duas rodadas finais do Campeonato Brasileiro serão de sofrimento...
Suspeito de matar estudante em escola de João Pessoa é apreendido
A Polícia Militar realizou a apreensão do adolescente de 15 anos,...
Por Evaldo Gonçalves: Acasos da vida Acadêmica
Neste final de outubro, fui acolhido no Instituto Histórico e Geográfico Paraibano, na Cadeira 32, de que é Patrono, Ambrósio Brandão, e seus sucessores, Sabiniano Maia e Nivalson de Miranda.
Paraíba já soma R$ 2,1 bi em repasses do FPM
Os 223 municípios da Paraíba já receberam este ano R$ 2,1 bilhões referentes ao Fundo de Participação dos Municípios (FPM). Esse valor, segundo dados da Confederação Nacional de Municípios (CNM),...
Projeto da UEPB pode ampliar saneamento no Estado
Até o ano de 2012 a Paraíba tinha apenas 40,42% da sua rede de coleta de esgoto atendendo à demanda da população, número bem abaixo do índice de atendimento à água no Estado, que de acordo com o...
Com ajuda da prefeita, vereador é eleito para presidir Câmara Municipal de Livramento

http://www.vitrinedocariri.com.br/images/banners/cabecalho_01.jpg

http://www.vitrinedocariri.com.br/images/banners/241x68.jpg

http://www.vitrinedocariri.com.br/images/banners/caririweb%20logomarca%20%281%29.jpg

Criciúma busca empate com Flamengo, mas é o primeiro rebaixado para Série B
A fanática torcida do Criciúma terá que acompanhar mais uma vez a...
Bahia perde para o Atlético-PR e fica muito próximo da Segundona
O Bahia recebeu o Atlético-PR precisando desesperadamente de uma...
Raniery diz que forças externas não podem influenciar na Mesa da ALPB
O deputado estadual, Raniery Paulino (PMDB), considerou prematura a...
Hamilton vence em Abu Dhabi e conquista bi-campeonato mundial na Fórmula 1
No último Grande Prémio da temporada, em Abu Dhabi, o piloto...
Verão se aproxima e aumenta incidência de radiação ultravioleta na Paraíba
O verão 2014 começará oficialmente às 20h03 do dia 21 de dezembro e...
Profissionais da saúde irão se capacitar contra a Febre Chikungunya na PB
Cerca de 600 profissionais de 134 municípios paraibanos vão receber...
Brasileirão Série A: Reservas batem Santos e São Paulo se garante na Libertadores
A formação reserva montada pelo São Paulo - só Rogério Ceni, Edson...
Com gol aos 49 minutos da etapa final, Inter vence o Atlético-MG e vai ao G4
"Haja coração!" O técnico colorado Abel Braga proferiu tais palavras...
STF revoga viagem de Dirceu e petista terá de voltar a Brasília quando for notificado
O ministro Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal (STF),...
http://www.vitrinedocariri.com.br/images/banners/241x68.jpg

http://www.vitrinedocariri.com.br/images/banners/241x68.jpg

http://www.vitrinedocariri.com.br/images/banners/241x68.jpg

QUEBROU O SILÊNCIO

Rosilene confirma que não é candidata na eleição da FPF
Foram meses sem dar uma palavra sequer para a imprensa. Desde que foi afastada da Federação Paraibana de Futebol (FPF), no dia 3 de abril, a ex-presidente Rosilene Gomes adotou o silêncio como...

INQUÉRITO CIVIL

Ministério Público fiscaliza elevadores na PB
As empresas fabricantes de elevadores assim como aquelas responsáveis por sua manutenção têm até o próximo dia 26 para apresentar laudos atestando que todos os itens de segurança são cumpridos. A...

POLÍTICA

Manoel Júnior não acredita em “caça às bruxas” no PMDB
O deputado federal reeleito, Manoel Júnior (PMDB), disse na tarde desta sexta-feira (21) que não acredita em “caças as bruxas” no PMDB, pois segundo ele, todo mundo subiu no palanque de todo mundo....
Prêmio de R$ 135 milhões da Mega-Sena sai para dois apostadores
Após acumular sete vezes seguidas, a Mega-Sena deste sábado (22)...
Enterrado o corpo de adolescente baleada em escola de João Pessoa
O corpo da estudante Maria Beatriz Souza Santana, de 14 anos, que...
Vasco empata com Icasa e está de volta à elite do futebol brasileiro
O torcedor vascaíno sofreu ao acompanhar as inúmeras derrapadas do...
Oposição de Monteiro comemora com festa vitória de Ricardo Coutinho
Os monteirenses comemoraram com muita festa na noite desta...
Câmara Federal rejeitou 12 pedidos de impeachment de Dilma neste ano
Desde o início deste ano, a Câmara dos Deputados já rejeitou 12...
Retrato do Brasil: Cidades paraibanas poluem os rios
“A escassez de água, a ineficiência dos poderes públicos (federal, estadual e municipal) com a manutenção e conservação dos mananciais e a provável recarga destes corpos d’água, através da...
Racionamento da água de Boqueirão começa no dia 6
O presidente da Cagepa, Deusdete Queiroga, afirmou que será iniciado um racionamento de água para os oito municípios abastecidos pelo Açude do Boqueirão, incluindo a cidade de Campina Grande.
Emissão de CTPS estão suspensas na Paraíba
Os serviços de emissão de Carteira de Trabalho estão suspensos desde a quarta-feira (19), nas Casas da Cidadania da Paraíba, vinculadas à Secretaria de Estado de Desenvolvimento Humano (Sedh). A...
Deputados confirmam que assinaram lista de Adriano
O deputado estadual eleito, em Campina Grande, Inácio Falcão (PT do B), é um dos 21 deputados que declararam apoio em prol da alternância de poder, que pretende eleger o deputado Adriano Galdino (PSB...
TCU aponta R$ 42 mi em superfaturamento na PB
O Tribunal de Contas da União (TCU) julgou na última quarta-feira um processo que aponta superfaturamento de R$ 42 milhões em trechos das obras de transposição do rio São Francisco.
PT do B quer candidatos em todas cidades da Paraíba
O deputado eleito e presidente do Partido Trabalhista do Brasil (PTdoB) Genival Matias, afirma que a partir de janeiro vai intensificar junto aos diretórios municipais o projeto "Vitória...
Candidatos têm até terça para prestar contas
Os candidatos que disputaram o governo da Paraíba no segundo turno das eleições de outubro têm até a próxima terça-feira (25) para realizar a prestação de contas de campanha ao Tribunal Regional...
Lei Orçamentária Anual de 2015 é prejudicada na PB
A tramitação da Lei Orçamentária Anual (LOA) para o exercício financeiro de 2015 já está suspensa há 22 dias e os parlamentares aguardam o desenrolar na Justiça para dar prosseguimento aos trabalhos...
Sudema classifica 52 praias como próprias ao banho
A Superintendência de Administração do Meio Ambiente (Sudema) classificou 52 praias do litoral paraibano como apropriadas para o banho. A qualidade da água varia entre excelente, muito boa e...
 

DESTAQUE DO MÊS

MOVELETRO comemora aniversário em novembro com preços super baixos. Confira:
Prefeitura de sume
Moveletro
Câmara Sumé
Camalau
Pousada dos Poemas
ccongo
SSU
carrossel2010
Câmara Monteiro

Enquete

Quem você acha que será o futuro (a) presidente da Assembleia Legislativa?
 

TV VITRINE

Sandra Belê - Lelê
------------------------

Comentarios

Politicagem
Quando vamos ver a politica e sendo tratada de forma respons...
Leia mais...
Por Carlos Eduardo

O homenagiado estava presente:Conrrado!!
Que eu saiba, uma comemoração regional,não precisa do homena...
Leia mais...
Por jadir

Vitoria do trabalho
Se o governador tiver que comparecer em cada festa de comemo...
Leia mais...
Por Zé Adalberto

50854113/99
Eu, estou muito feliz amigo Fred Meneze, por saber que este ...
Leia mais...
Por cesar borges

© Copyright Marcos Mangueira 2013 - Todos os direitos reservados.