A Prata necessita de um choque de gestão para que as principais  demandas da sociedade sejam atendidas. A nossa proposta é gerar empregos e renda e fazer com que o comércio se movimente. Além disso, vamos melhorar a saúde, educação, cultura, turismo e esporte”, ressaltou.

Para Felisardo, é preciso também respeitar as pessoas e garantir os seus direitos, o que não tem sido feito nos últimos 8 anos da gestão Júnior de Nôta.

“É dever da prefeitura e direito da população ter assistência à saúde, educação, emprego, habitação digna, cultura e lazer”, afirmou o pré-candidato a prefeito.