O Ministério Público da Paraíba (MPPB) está investigando cinco servidores públicos que acumulam pelo menos quatro vínculos entre órgãos, prefeituras e nos estados da Paraíba, Pernambuco e do Rio Grande do Norte. De acordo com o Painel de Acumulação de Vínculos Públicos, do Tribunal de Contas do Estado da Paraíba (TCE-PB), cerca de 1,7 mil servidores da Paraíba acumulam cargos. O processo foi aberto pelo promotor de Justiça Ricardo Alex Almeida Lins, da Promotoria de Justiça de João Pessoa.

Todos os investigados são contratados por Secretarias da Saúde municipais e estaduais, com um técnico em enfermagem e quatro médicos. Entre eles está o médico Neilson Alves Brasileiro Júnior que, segundo o Painel do TCE, acumula quatro vínculos em Cacimba de Dentro; dois em Alagoinha; e em João Pessoa.

Já o técnico em enfermagem Eduardo Gomes da Silva recebe cerca de R$ 8 mil por mês, acumulando dois cargos na Prefeitura de Natal; dois na Secretaria de Estado da Saúde do Rio Grande do Norte; e um no Fundo Municipal de Saúde de João Pessoa. A médica Talita Batista Nóbrega Paiva tem um vínculo no Fundo Municipal de Saúde de João Pessoa; e um na Secretaria de Estado da Saúde da Paraíba. Ao todo, a remuneração da servidora chega a R$ 16,6 mil por mês.

O também médico Victor Lucena de Lemos tem dois vínculos na Secretaria de Estado da Saúde na Paraíba e um no Fundo Municipal de Saúde de João Pessoa, com remuneração mensal de R$ 36 mil. Já a médica Ivna Nunes de Souza tem um salário mensal de R$ 33,4 mil com suas quatro remunerações, uma do Fundo Municipal de Saúde de João Pessoa e uma na Secretaria de Estado da Saúde. O painel também traz informações dos estados do Ceará, Rio Grande do Norte e Pernambuco.

De acordo com o TCE, o ranking é uma contagem de vínculos, que não faz qualquer análise sobre a legalidade. Todos os servidores com mais de dois vínculos são visualizados na tabela. Em um dos casos com maior número de vínculos do Painel está um servidor que chega a acumular oito vínculos entre os estados da Paraíba e Pernambuco. O médico Michael Sarmento Furtado recebe cerca de R$ 77 mil por mês, com a junção de todos os salários. É contratado por cinco Secretarias Municipais da Saúde, incluindo a de João Pessoa, e pela Secretaria de Estado da Paraíba.